Sri Lanka Clássico

Sri Lanka Clássico
Desde 1969€

por pessoa

Circuito inclui passagem aérea, 7 noites de alojamento (Colombo, Anuradhapura, Polonnaruwa, Habarana, Sigiriya, Dambulla, Matale, Kandy, Nuwara Eliya, Pinnawala e Yala), excursões, visitas e entradas mencionadas no programa com guia em inglês, seguro de viagem, taxas de aeroporto e de combustível (sujeitas a alterações até à data de emissão dos bilhetes).

Dia 1 – Portugal / Colombo
Comparência no aeroporto 120 minutos antes da partida. Formalidades de embarque e partida com destino a Colombo. Refeições e noite no avião.

Dia 2 – Colombo (Meia Pensão)
Assistência no aeroporto à chegada e transfere para Colombo. Colombo, como muitas capitais de países em desenvolvimento, está a mudar rapidamente. Ergueram-se arranha-céus, onde velhos edifícios outrora estiveram. No entanto, em algumas partes, o charme do tempo mais antigo foi mantido. Por exemplo, há uma torre de relógio de 100 anos e edifícios coloniais construídos pelos britânicos. Outros sítios de interesse são o mercado de Pettah, os templos Hindus e Budistas e o Bandaranaike Memorial Internacional Conference Hall. Alojamento.

Dia 3 – Colombo/ Anuradhapura (Meia Pensão)
Pequeno-almoço. Transfere de Colombo para Anuradhapura. Anuradhapura foi a primeira capital e a maior cidade do antigo Ceilão. Uns dos maiores tesouros da cidade são os seus dagobas construídos de tijolos e de forma hemisférica. Os mais notáveis destes dagobas são o Ruvanveliseya que data do século 2 a.C. e que tem cerca de 90 metros de diâmetro, o Jetawanarama que tem cerca de 112 metros e o Thuparama Dagoba que consagra a clavícula do Buda. A "Sacred Bo Tree", que dizem que nasceu de um ramo da árvore sob a qual o Buda foi iluminado. Foi plantada há 2250 anos e é a árvore, historicamente autenticada, mais antiga do mundo. Alojamento.

Dia 4 – Anuradhapura/ Sigiriya/ Polonnaruwa / Habarana - Sigiriya (Meia Pensão)
Pequeno-almoço. Saída para Sigiriya, a "Fortaleza do Céu" , que é talvez a mais fantástica da ilha. É também conhecida como a “Pedra do Leão”, por causa de um leão que costumava estar à entrada da fortaleza.  A pedra ergue-se a uma altura de cerca de 152 metros. No cume, estão as fundações do que outrora foi um grandioso palácio, com jardins e piscina. Depois, saída para Polonnaruwa e pelo caminho, visita a um campo de arroz e uma casa típica na aldeia. Polonnaruwa foi a capital do Sri Lanka do século XI a XIII e tem estátuas surprendentes. Lankatileke, Tivanka e Thuparama são as mais bonitas e maiores ruinas de santuários e Tivanka tem o melhor exemplar de frescos do período de Polonnaruwa. Gal Vihare, é um santuário de pedra que tem 4 estátuas de Buda , 2 sentadas, 1 em pé e 1 reclinada. Existe também a estátua de Parakrama Bahu, todas exemplos das esculturas de pedra cingalesas. Continuação da viagem para Habarana/ Sigiriya. Alojamento.

Dia 5 – Habarana - Sigiriya/Dambulla /Matale /Kandy (Meia Pensão)
Pequeno-almoço. A viagem continua até Dambulla. O Templo de Dambulla foi construído pelo Rei Walagambahu no século I a.C. e é considerado Património Mundial. O complexo de 5 caves, com mais de 2000 m2 de paredes pintadas é a maior área de pinturas encontrada no mundo e contém mais de 150 imagens de Buda. A viagem continua até Matale. Visita ao jardim de especiarias onde será possível ver como as mesmas são plantadas e processadas, seguindo-se uma demonstração de culinária. De Matale seguimos para Kandy. Kandy foi a última capital dos reis de Sri Lanka e é considerada Património Mundial. Passagem pelo lago de Kandy construído pelo último Rei Sinhala Sri Wickrama Rajasinghe em 1798. Visite a cidade de Kandy, o mercado, o centro de arte e artesanato, o museu de gemas e Templo budista do Dente de Buda. Testemunhe um espetáculo de danças tradicionais. Alojamento.

Dia 6 – Kandy/ Peradeniya/ Pinnawala/ Nuwara Eliya (Meia Pensão)
Depois do pequeno-almoço, visita do Jardim Botânico Real. Passeio pelos 60 hectares do jardim nos arredores da cidade de Kandy. Antes da chegada dos Britânicos ao Sri Lanka, este era um  parque real e é neste momento o maior jardim botânico da nação. Existe uma excelente coleção de Orquídeas e uma avenida imponente de palmeiras reais que foram plantadas em 1905. Seguimos para Pinnawala para visitar o Orfanato de Elefantes, que foi fundado para proteger os elefantes orfãos encontrados nas selvas do Sri Lanka. Continuação até Nuwara Eliya. Alojamento.

Dia 7 – Nuwara Eliya/ Yala (Meia Pensão)
Pequeno-almoço no hotel. Saindo de Nuwara Eliya viajamos até Buduruwagala. Pelo caminho, visita das cascatas Ravana Ella, com uma altura de 25 metros. Em geral, o subterrâneo rochoso das cascatas no Sri Lanka consistem em granito mas aqui o material é khondalite, uma espécie de calcário que se deteriora mais rapidamente. Existem grutas perto das cascatas e diz-se que o Rei Ravana, segundo a lenda de Ramayana viveu numa delas acima das cascatas.  Visita de Buduruwagala, que significa “a rocha com a estátua de Buda”. As esculturas de Buduruwagala datam dos séculos IX e X. A figura central do grupo é o "Lord Buddha", de cerca de 15 metros, desde a cabeça atá aos pés. A estátua é ladeada de ambos os lados por figuras de duas''Bodhisattvas'', cada uma com 40 metros de altura. Continuação da viagem até Yala. Safari no Parque Nacional de Yala, de jipe. O Parque Nacional de Ruhunu cobre cerca de 126,786 héctares, incluindo o Bloco II. O mais familiar é o Bloco I (14,101 hectares) e foi estabelecido em 1938. Em Yala também pode encontrar elefantes, leopardos, veados malhados, crocodilos, mangustos, javalis e bufalos selvagens, entre outros. Mais de 130 espécies de aves estão registadas, sendo uma parte indígenas e outra migratórias. Alojamento.

Dia 8 – Yala/ Kosgoda/ Colombo (Meia Pensão)
Pequeno-almoço e transfere para Galle. Testemunhe também a pesca sobre estacas na zona de Weligama. Galle, outrora o mais importante porto do Ceilão e uma cidade rica em história. Foi o centro do regime holandês no século XVII e o Forte de Galle é o testemunho deste facto. A cidade de Galle é uma das cidades bem conservadas da era colonial no Sudeste da Ásia e foi declarada Património Mundial.  O museu e igreja holandeses são duas atrações turísticas famosas em Galle. A cidade é também conhecida pela delicada renda feita à mão e esculturas em ébano. Depois desta visita, continuação da viagem até Colombo. No fim da tarde, visita panorâmica de Colombo. Colombo é um centro de comércio e de negócios e a nova capital é Sri Jayawardhanapura Kotte, que fica a poucos quilómetros. Colombo tornou-se capital do Sri Lanka em 1815 depois do Reino de Kandyan ter sido cedido aos Ingleses. Encontram-se por toda a cidade, edificios com vestigios da passagem dos Portugueses, Holandeses e Britânicos. Alojamento. 

Dia 9 – Colombo / Portugal 
Após o pequeno-almoço no hotel, transfere para o aeroporto para regresso a Portugal.

Dia 10 – Portugal
Chegada